Índice

Artigos recentes

Em breve....atividades OL...

Já aconteceu....Fórum dos...

Observatório dos Luso-Des...

NOTA DE IMPRENSA

COMUNICADO DE IMPRENSA

CANDIDATOS LEGISLATIVAS 2...

3ª edição dos “Luso-Desce...

O Observatório dos Luso-d...

Convite cerimónia de dia ...

Comemorações do 10 de Jun...

Fórum

Participe nas nossas conversações na Facebook. Agora: "Erasmus em Lisboa" Partilhe a sua experiência ou visão
Quinta-feira, 30 de Setembro de 2010

Notícia Lusa - Comunidades: Observatório dos Luso-descendentes quer incluir perguntas no Census 2011

Comunidades: Observatório dos Luso-descendentes quer incluir perguntas no Census 2011 (C/ÁUDIO)


Lisboa, 29 set (Lusa) - A presidente do Observatório dos Luso-descendentes, Emmanuelle Afonso, quer que o Census 2011 inclua perguntas específicas para se determinar quantos filhos de portugueses no estrangeiro estão a residir em Portugal.


“Não existem dados de quantos luso-descendentes estão a voltar. Para ter esses dados, existe uma boleia fantástica que é o Census 2011 e queremos muito convencer os responsáveis a deixarem-nos incluir duas ou três perguntas estratégicas para conseguir essa informação, quantitativa e qualitativa ao mesmo tempo”, disse a responsável.


Emmanuelle Afonso falava à Agência Lusa à margem da apresentação pública do Observatório dos Luso-descendentes, que hoje decorreu em Lisboa.


Criado simbolicamente a 10 de junho, Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, o Observatório foi pensado por cerca de 50 luso-descendentes de segunda geração, maioritariamente de França.


“A associação tem como fim identificar, unir, representar e apoiar os filhos de portugueses nascidos no estrangeiro que optem por regressar a Portugal ou que a residir na diáspora queiram manter uma ligação com o país das suas origens”, referiu a presidente.


Classificando-o como um “movimento de cidadania positiva”, Emmanuelle Afonso disse ainda que outro dos objetivos do Observatório é o de criar um Centro de Estudos sobre luso-descendentes para gerar conhecimento sobre os filhos de portugueses no estrangeiro.

Resolver problemas com a aprendizagem da língua portuguesa e com questões relacionadas com a Lei da Nacionalidade, com equivalências académicas e com a compra de casa são outras das prioridades do Observatório.


Hoje vai ser também lançado o blog do Observatório dos Luso-descendentes, que já tem também página no Facebook e no Twitter.


Presentes na apresentação do Observatório estiveram o embaixador de França em Portugal, Pascal Teixeira da Silva, o futuro embaixador do Luxemburgo em Portugal, Paul Schmit, e a segunda secretária da Embaixada da Alemanha em Portugal, Antje Homberg, todos luso-descendentes.


A secretária de Estado para a Igualdade, Elza Pais, o deputado e antigo secretário de Estado das Comunidades, José Lello, e o deputado do PSD Duarte Pacheco estiveram também presentes.

MCL.


*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Lusa/fim

publicado por OLD às 15:46
link do post | comentar | favorito

OLD

Secções

aniversário

cidadania

comemoração

concurso

cultura

diáspora luso-descendente

negócio

old

prémio

viver em portugal

todas as tags

Agenda

22/09/2010
Primeira Assembleia Geral

29/09/2010
Cerimónia de apresentação do Observatório

11/11/2010
O Atlas das Migrações - Lançamento

14/12/2010
Reunião Geral

pesquisar

 

Sítios recomendados

blogs SAPO

subscrever feeds